Tag Archives: Dicas

Linux é puro amor

PinguimOutra dica sensacional do Linux vai para o ambiente gráfico, quer pesquisar rapidamente? Pressione Win (aquela tecla que tem o símbolo do Windows) + A. Essa é fácil mas o bacana mesmo é segurar a tecla Win e verifique que além de aparecer na tela principal aquela tela com os atalhos que aparece na primeira vez que entramos no sistema, aparece também uma numeração na barra de ícones lateral. Cada um dos ícones colocado nessa barra pode ser acessado facilmente através do Win + Número, então deixe nessa barra os ícones mais usados.

A próxima dica tem a ver com o Nautilus, para deixá-lo ainda mais parecido com o Windows Explorer, abra-o e no menu principal acesse Preferências, palheta Exibir e marque a opção “Navegue entre as pastas em uma árvore“, pronto aperte o botão fechar. Agora no modo de exibição como lista de arquivo, é possível abrir as pastas do mesmo modo que o WE.

Papo de Linux

PinguimComeçando nosso Papo de Linux, acontece que resolvi cair de cabeça nesse sistema, peguei meu Note tirei o Win7 e coloquei o Ubuntu 14.04. Colocarei dicas curtas sobre o que farei com esse sistema. A primeira dica tem a ver com a barra de atalhos do Nautilus (o Windows Explorer do Linux) onde não é permitida sua edição pois é formada por uma série de botões. Para resolver isso:

  • Entre no modo terminar (Ctrl + Alt + T)
  • Instalar o dconf (uma espécie de register do Linux): $ sudo apt-get install dconf-tools
  • Retornar ao modo gráfico (exit) e procurar pelo programa dconf-editor
  • No painel esquerdo localizar: org | gnome | nautilus | preferences
  • Marcar a opção: always-use-location-entry

Escreva melhor

Escrever é uma questão de hábito, porém algumas técnicas podem ajudar a dominar esse dom. Uma dessas é chamada de Paráfrase e consiste da alteração de um texto sem a mudança de sentido, vejamos a seguinte frase:

Lendo o jornal, cheguei à conclusão de que tudo aquilo seria esquecido após três ou quatro meses de investigação.

Que ao aplicar a paráfrase, ficaria da seguinte maneira:

Sendo assim, o leitor chegou a seguinte conclusão de tudo o que foi lido no jornal, passados três ou quatro meses de investigação, não seria mais lembrado.

Ou seja, pode-se usar essa técnica para a prática de textos no dia a dia, encontrados em revistas, jornais, livros e artigos. O uso dela envolve o domínio de 10 habilidades:

  1. Emprego de sinônimos.
  2. Emprego de antônimos, com apoio de uma palavra negativa.
  3. Utilização de termos anafóricos, que remetem a outros já citados no texto.
  4. Troca de termo verbal por nominal, e vice-versa.
  5. Omissão de termos facilmente subentendidos.
  6. Mudança de ordem dos termos no período.
  7. Mudança de voz verbal (ativa e passiva).
  8. Troca de discurso (direto e indireto).
  9. Troca de palavras por expressões perifrásticas e vice-versa.
  10. Troca de locuções por palavras e vice-versa.

No meu blog, publiquei mais dois artigos que podem lhe ajudar em suas redações: